“Vem e Verás”

[Espanha, Madrid – Santa Luisa] Em 5 de novembro, a provincia de Madri “Santa Luisa” acolhia uma jovem para iniciar a etapa do Postulado na Companhia das Filhas da Caridade. A acolhida teve lugar na Eucaristia, presidida pelo Pe. Director e concelebrada pelo Pároco e pelo sacerdote a cargo da pastoral juvenil da Paróquia de Nossa Senhora das Fontes. Vale ressaltar a assistência de seus pais e seus quatro irmãos, familiares comprometidos com sua fé e com um grande grupo de jovens e casais de sua paróquia que queriam acompanhá-la com sua presença neste momento importante da vida de Inês.

A celebração tinha sido preparada com cuidado e com a participação da família muito significativa e cativante nas leituras e oferendas. Na homilia, o Pe. Joaquim (Diretor Provincial) começou expressando a alegria da celebração. Alegria pela família de Inês porque eles queriam o melhor para ela; alegria para os sacerdotes, catequistas e jovens da paróquia da Nª Sª das Fontes, onde Inês cresceu e amadureceu em sua fé questionando sobre o futuro de sua vida; uma Paróquia de onde emergem as vocações à vida consagrada é uma Paróquia viva; alegria para a Província de “Santa Luisa” porque depois de 400 anos, seu carisma continua atraindo jovens, porque o Senhor continua chamando. A juventude continua a olhar, perguntando sobre o seu futuro. A questão é sobre que caminhos trilhar para alcançar tudo.Inês tinha entendido a frase que encerrava o Evangelho do dia: “o primeiro entre vós deberá ser vosso servo. Aquele que se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado”. Este programa de vida da Companhia cujo objetivo é  o serviço dos mais pobres, e onde os Fundadores, St. Vicente e Sta. Luísa, deixaram marcados com seu estilo, uma marca, um selo, virtudes: simplicidade, humildade e caridade Inês quer ser importante, mas ao estilo de Jesus, o Mestre. Ela quer continuar o processo de discernimento na Província das Filhas da Caridade para conhecer melhor a Companhia. Mestre, onde moras? Jo. 1:38 “Ele respondeu: Venham e vejam. Eles foram com ele para onde ele morova e passaram com ele naquele dia”. Ele acabou convidando-oss a estar atento à voz do Espírito para descobrir a cada momento o que Deus quer fazer com a sua vida.

Na  Ação de graças, Inés disse: “Graças Senhor por oferecer-nos este dom precioso que é a vida, por enchê-la de amor e de um sentido. Obrigado porque  apesar das nossas fraquezas e faltas, Tu continuas fazendo-te presente entre nós e nos transformas, tornando-nos homens verdadeiramente felizes e livres. Contas connosco Senhor, com o pouco que somos, para ajudar-te em tua grande obra e nunca nos deixes sós nesta missão. Te quero dar graças Senhor pela minha família que me colocou no caminho à Ti. Pela paróquia Nossa Senhora das Fontes (sacerdotes, catequistas, crianças, famílias…) e pelo colégio do Sagrado Coração (religiosas, professores, companheiros…) onde fui amadurecendo minha fé. E por tantos outros de diferentes lugares: universidade, polidesportivo, voluntariados… Tantas pessoas que me tem acompanado e com as que tenho compartilhado, e muitas delas hoje aquí celebrando e dando graças por este passo. Mas hoje te dou especialmente graças pelo novo projecto que començou e por minha nova família que se tornou mais próxima de mim. Porque decidiste contar conmigo de uma maneira mais profunda, e sem sabe-lo, ja me havias preparado um novo sítio. E, por último, agradecer-te o acolhimento que tiveste, da tua chamada em todas as pessoas ao meu redor. Um acolhimento e confiança que vão mais além da lógica racional com a que  solemos viver o dia a dia, e que só é comprensível á luz da fé e  amor”.

Terminada a Eucaristia, fomos convidadas a um pequeño ágape, onde o tempo se prolongou num abiente de festa e fraternidade. Inês tinha començado sua etapa de formação-serviço na casa da “Esperança”. Mais adiante terá ocasião de conhecer outras comunidades e outros serviços. Como também dizia o Pe. Director a sua família não se reduz mas se amplia. Tenhamo-no-á presente em nossa oração para que siga crescendo na maturidade humana, a progredir na vida espiritual e cristã e a descobrir e discernir sua própia vocação.

Views: 253