Retiro de Discernimento e Visita do Papa Francisco

D RetreaT 4[Províncias de Los Altos Hills e Saint Louise-EUA] Durante o final de semana de 25-27 de setembro, nove jovens discerniram sobre a possibilidade de se tornarem Filhas da Caridade junto com quatro postulantes e pré-postulantes, participando de um final de semana de atividades na Filadélfia, estado da Pensilvânia, em virtude da visita do Papa Francisco. Uma destas moças compartilhou suas reflexões sobre esta experiência:

” ‘Dê a volta’. Esta é a frase que ouvimos muitas vezes enquanto caminhávamos na Filadélfia, durante nosso retiro de discernimento, onde as ruas interditadas mudavam a cada minuto. Cada vez que ouvíamos isso, nós treze, vestidas com blusões azuis, parávamos e mudávamos nosso rumo.

Esses ajustes regulares em nossa peregrinação para ver o Papa Francisco tiveram um papel importante ao ajudar-me a ver o discernimento como uma peregrinação. Assim, muitas vezes no meu caminho para discernir a vontade de Deus, eu entrarei num beco sem saída achando que tinha descoberto a direção. “Não. Dê a volta”, diz Deus.

D Retreat 1Isto costumava me frustrar. Sou propensa a ficar aflita enquanto tento discernir a Sua vontade, e me sinto como se estivesse, constantemente, tomando caminhos errados. Mas, neste fim de semana, eu experimentei diretamente que não importa quantos caminhos errados tomemos, nós sempre chegaremos aonde devemos estar.

Na maior parte das vezes, nós nos encontramo em situações melhores do que tínhamos imaginado. Ao invés de acampar na rua à noite, na véspera da missa do Papa, nós estávamos num hotel a apenas alguns quarteirões de distância de onde a missa seria celebrada. Ao invés de ficar em pé durante horas na missa, a uma distância que o faria o altar parecer um ponto no horizonte, nós fomos abençoadas com ingressos que nos colocaram tão perto que podíamos ver o Santo Padre consagrando a hóstia.

Através destas abundantes bênçãos, Deus incutiu em mim a paciência de um peregrino. É a paciência de caminhar sem saber o que há depois da curva. Isto promove a humildade.

Contudo, isso me ensinou a caminhar confiantemente e sem medo porque nós sabemos que o que quer que Deus planeje para nós como destino é muito maior do que o que nós planejamos. Isso me ensinou a confiar em Seu tempo, não importa as curvas que tenhamos que fazer. A beleza surpreendente do destino sempre ofuscará a ansiedade dos desvios.

Ele nos dá a graça de caminhar humildemente, mas com confiança na medida que seguimos seu caminho para nós – uma graça se desenvolve na espera. E, acima de tudo, ele nos deu umas as outras. Assim, consolamo-nos sabendo que não importa que venham tempestades em nosso caminho ou que encontremos sinais confusos na estrada: nós nunca caminhamos sozinhas.”

Kelsey Davis

Montgomery Advertiser | Court Reporter

D Retreat 11 D Retreat 3

Views: 2.936