Testemunho

Eu me chamo Irmã Hanna Jozefowicz e venho da Polônia, da Província de Chelmno-Poznan, onde entrei na Companhia das Filhas da Caridade, há 31 anos. Minha vocação nasceu num dia na Casa Provincial de Chelmno onde, durante um retiro espiritual para jovens, nós visitamos pessoas idosas, doentes e crianças com necessidades especiais. Eu admirava a delicadeza e a ternura das Irmãs que se interessavam, como boas mães, por estas pessoas sofridas e… desejei fazer o mesmo.

Sou enfermeira por profissão. Durante 18 anos, eu trabalhei nos hospitais, casas de ajuda social e a domicílio. Não esqueci as pessoas com as quais colaborei, nem os doentes que servi, nem as Irmãs das minhas diferentes comunidades. Hoje, eu os trago no meu coração e apresento todos à Virgem Maria em nossa Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa para que ela os sustente e os envolva com sua ternura maternal e por aqueles que já cruzaram a fronteira da vida eterna, que Ela os acolha no Reino do seu Filho e enxugue as lágrimas do seu sofrimento terrestre.

Em 2006 fui chamada a Casa Mãe para prestar serviço no Secretariado Geral. Minha missão, além das tarefas do secretariado, é entre outras, o acompanhamento das Irmãs das Províncias da Polônia que vêm para diversos encontros, sessões e retiros internacionais. Nestes momentos, eu busco mais profundamente em meus “próprios arquivos”, detalhes relacionados aos lugares vicentinos e a Casa Mãe para lhes transmitir. Eu sempre admiro a sede das Irmãs que desejam tanto conhecer o caminho de São Vicente e Santa Luísa, tão atentos à vontade de Deus, a Igreja e aos pobres.

Em minha vocação de Filha da Caridade, eu tiro muito proveito dos Salmos. Eles permanecem em mim e, a cada momento de minha vida, eles vêm a minha mente: “Meu Deus, vós sois grande, vós sois belo!” Uma palavra de São Paulo me serve de divisa; eu gosto muito dela, mesmo se, às vezes, não consigo vivê-la plenamente: “Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos! Seja conhecida de todos os homens a vossa bondade. O Senhor está próximo. Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças” (Ef 4, 4-6).

   

Obrigada Senhor Jesus, pela graça da fé e da vocação. Ajudai-me a vos seguir fielmente!