“Laudato Si”

A Encíclica “Laudato Si” fala sobre a relação mística e sacramental que todas as coisas têm com Deus. Abaixo, apresentamos uma reflexão fotográfica com alguns dos textos da Encíclica.

O universo desenvolve-se em Deus, que o preenche completamente. E, portanto, há um mistério a contemplar numa folha, numa vereda, no orvalho, no rosto do pobre. (233)

 FocusOn072015_1
 FocusOn072015_2 O místico experimenta a ligação íntima que há entre Deus e todos os seres vivos e, deste modo, “sente que Deus é para ele todas as coisas”. (234)
 FocusOn072015_3 Quando admira a grandeza duma montanha, não pode separar isto de Deus, e percebe que tal admiração interior que ele vive, deve finalizar no Senhor. (234)

No apogeu do mistério da Encarnação, o Senhor quer chegar ao nosso íntimo através dum pedaço de matéria. (236)

 FocusOn072015_4
 FocusOn072015_5 A Eucaristia une o céu e a terra, abraça e penetra toda a criação. (236)

O ideal não é só passar da exterioridade à interioridade para descobrir a ação de Deus na alma, mas também chegar a encontrá-Lo em todas as coisas. (233)

 FocusOn072015_6
 FocusOn072015_7 Segundo a experiência cristã, todas as criaturas do universo material encontram o seu verdadeiro sentido no Verbo encarnado, porque o Filho de Deus incorporou na sua pessoa parte do universo material, onde introduziu um gérmen de transformação definitiva. (235)
 FocusOn072015_8 Na Eucaristia, já está realizada a plenitude, sendo o centro vital do universo, centro transbordante de amor e de vida sem fim. (236)

A Eucaristia é também fonte de luz e motivação para as nossas preocupações pelo meio ambiente, e leva-nos a ser guardiões da criação inteira. (236)

 FocusOn072015_9

Assim o dia de descanso, cujo centro é a Eucaristia, difunde a sua luz sobre a semana inteira e encoraja-nos a assumir o cuidado da natureza e dos pobres. (237)

 FocusOn972015_10