Ele não virá mais a Genebra…

Irmã Germaine Price, representante da Companhia das Filhas da Caridade nas Nações Unidas, partilha a notícia abaixo vinda da ONU em Genebra: 

[ONG-ONU] Stéphane Hessel faleceu recentemente aos 95 anos. Ele deixou o combate e não o veremos mais em Genebra onde participava ativamente de cada Conselho dos Direitos Humanos.

Stéphane Hessel, vítima da tortura durante a 2ª Guerra Mundial e sobrevivente dos campos de concentração de Buchenwald e Dora, trabalhou bem de perto na redação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948. Ele, literalmente, “se casou” com esta causa e passou a sua vida, sem descansar e quase até o fim, promovendo e defendendo os Direitos Humanos em todos os cantos do mundo.

Seu opúsculo intitulado « Indignai-vos » se dirige a consciência de cada um e convida o mundo inteiro, especialmente os jovens, a tomar partido contra as discriminações, as desigualdades, a indiferença e a RESISTIR. Ele apoiou até o fim temas importantes e impopulares como a migração e o racismo.

Quando vinha ao Conselho dos Direitos Humanos, três vezes por ano, tínhamos o hábito de aproveitar um tempo de intervalo para ir cumprimentá-lo, escutá-lo e conversar com ele. Eu me lembro de dois temas sobre os quais ele sempre falava:

– ensinar os Direitos Humanos e defendê-los, defendê-los e defendê-los…

– pedir e repetir que os principais Direitos sejam todos aplicados antes de abrir outros caminhos.

«Stéphane Hessel era uma personalidade muito importante no mundo dos Direitos Humanos », declarou Navi Pillay, Alta Comissária dos Direitos Humanos.

ADEUS, Stéphane Hessel e OBRIGADA.

 Genebra, 1º de março de 2013.

Irmã Monique Javouhey, FC 

Para maiores informações sobre as Filhas da Caridade na ONU: www.cmdcngo.org

Views: 1.403