Minha Vocaҫᾶo

“Como agradecerei ao Senhor, tudo quanto Ele me deu.” SL 115

Quero em primeiro lugar, agradecer a Deus, por me ter chamado a vocação humana, a vocação cristã, a vocação a vida consagrada, e é por esta última que hoje agradeço milhões de vezes que forem possíveis de endereçar a Deus, a minha família sanguínea por não ter recusado em me deixar prosseguir com meu sonho, que veio a tornar-se realidade e a minha família religiosa por me ter acolhido desde o momento que manifestei concretizar nela a minha vocação específica de servir a cristo na pessoa dos pobres.

Agradeço, todas as Filhas da Caridade, que contribuíram na minha formação de maneira directa ou indirecta, particular e de forma palpável.

Celebrar Bodas de Prata de Vida Consagrada significa testemunhar em mim a Fidelidade de Deus, Deus é sempre fiel nas suas promessas significa testemunhar em mim a Fidelidade de Deus, Deus é sempre fiel nas suas promessas Estes 25 anos de vocação querem significar também o que aprendi e continuarei a aprender: aprendi a ver Cristo nos pobres e os Pobres em Cristo, percebi que Cristo é o centro de nossa vida, aprendi igualmente a alegria, a paciência, a escuta, o amor incondicional, a tolerância, a humildade, a simplicidade, a caridade, o respeito, o perdão mútuo, etc.

Obrigado meu Deus por tudo!

Ir. Daria, fc Provincia de Moçcambique