Voz das irmãs

Filha da Caridade? Porque não?

Sempre que esfolheio o Evangelho, descubro Jesus apaixonado pelos pobres, pelo pequeno, pelo que não conta …
Sentir-me escolhido por Ele é seguir Seus passos, descobrir em oração que Ele me pede para ser Sua testemunha, fazer uma oferta de minhas mãos para servi-Lo, dos meus lábios para falar Dele, dos meus pés para acompanhá-Lo e sair ao encontro de quem necessite, do pobre.
Ser Filha da Caridade é devolvê-lo, da minha pobreza, tudo o que ele me deu e sentir que me chama Filha da Caridade.

Ir. Socorro Campos, Província de Madrid-Santa Luisa

 

“Todos devem reconhecer a Filha da Caridade. : Simples e verdadeira; Humilde sem rodeios; desprendida de si mesma; Atenta às necessidades dos outros; disponível; Verdadeiramente nascida do amor de Deus para dar todo esse amor … “(M. Guillemin Fd.C., 19/9/1964)
Este é o programa de uma vida no caminho determinado pela tensão constante do ideal.
Não posso dizer que um evento especial me fez entender que o Senhor estava me chamando, mas me senti “impulsionada” a dedicar-me em tempo pleno para o próximo em uma escolha de vida diferente do casamento cujas características não eram claras para mim … finalmente o que me fez tomar decisão foi o encontro com uma simples e verdadeira Filha da Caridade, atenta às necessidades dos outros.
Ao longo do tempo, as exigências da Vocação se manifestaram, passei por momentos turbulentos que me revelaram as alegrias de relações fraternas mais significativas. Eu experimentei e experimento, como diz o salmo – Ele te protege quando vais e quando vens, o Senhor vela pela tua vida, a Sua Fidelidade me sustenta, compromete-me em Sua presença nos Pobres nossos Senhores e Mestres é uma escola de vida que me mantém ancorado em uma espiritualidade concreta.
Então, volto-me para você, garota ou jovem, que você se sente atraída por uma força fascinante e misteriosa, para responder com um sim àquele que ama você com amor eterno e – através de você – quer amar especialmente os Irmãos mais abandonados.

Ir. Paola Mollo FC, 47 anos e 22 anos de vocação