Encontro de Irmãs de 23 a 25 anos de vocação no Berceau 7-12 – Realismo e utopia

170529 Berceau thmb[Províncias de Espanha] O convite ao grupo de Irmãs 23 – 25 anos de vocação foi claro e explícito: refletir juntas sobre a experiência existencial na Companhia desde o começo de nossa vocação, com realismo e utopia proposta por Jesus e realizada por Vicente de Paulo e Luísa de Marillac na França no século XVII.

O lugar escolhido para o encontro, o Berceau, não poderia ser mais significativo. Apesar da passagem do tempo, lá continuamos a encontrar as estampas do filho de uma família rural, Vicente de Paulo. Ele tinha uma maneira nova e original de contemplar Jesus, descobrindo e servindo-o nas pessoas que são pobres. Começamos a reunião em Pouy em torno da sua Pia Batismal com a renovação de nossas promessas de Baptismo e a celebração da Eucaristia. Com uma luz em nossas mãos, levada em procissão ao altar, fomos trazidas ao que constitui a essência do nosso ser: “As Filhas da Caridade, em fidelidade ao seu baptismo e em resposta a um chamado de Deus …” (Const. 7).

170529 Berceau 2

No Berceau a Irmã Rosa Maria Miró acompanhou-nos para fazer o nosso caminho com o Realismo e  Utopia com um exercício de memória admirando as maravilhas de Deus em nossa vida. Foi uma releitura, à luz da Palavra de Deus, do Ensino da Igreja centrado no essencial. Finalmente, estar aptas para enfrentar novos desafios com uma esperança fiel, com amor simples e humilde, e possuir as estratégias necessárias para empreender as próximas etapas no caminho com paixão e um desejo renovado.

Entre muitas outras coisas, desfrutamos o dom da Eucaristia de Domingo de Ramos celebrada na Igreja de Berceau. Com os fiéis e a comunidade das Filhas da Caridade que residem lá, aclamamos Jesus em Sua entrada triunfante em Jerusalém.

E … o encontro passou rapidamente  numa fraternidade alegre. Quase sem perceber, era terça-feira 11 de maio, hora de ir em peregrinação a Lurdes, um dos lugares marianos por excelência. Embora a manhã tenha sido nublada e miserável, não nos impediu de apreciar a visita à gruta de Nossa Senhora, a Eucaristia na capela de São José e a via Sacra num dia de Semana Santa com os peregrinos. De volta ao Berceau, endereçamos ação de graças na oração da noite.

Na última fase do Encontro, a Irmã Rosa María Miró propôs que elaborássemos um roteiro, primeiro a nível pessoal e mais tarde para partilhá-­lo em grupos de trabalho. O intercâmbio foi rico em sonhos, desejos de construir o presente em identidade e chave de pertença. Foi uma ponte para viver o futuro com realismo e utopia, a partir da responsabilidade intergeracional característica do momento presente de cada Irmã do grupo. E, quase sem sentirmos e querer, chegamos ao final do Encontro. Houve momentos e situações divertidas que nos permitiram perceber como cada uma contribuía com o melhor de si mesma num clima marcado pela liberdade e pela confiança

Não podemos terminar sem agradecer à Irmã Rosa María Miró por sua dedicação, não só pela preparação do conteúdo e dinâmica do Encontro, mas também pela flexibilidade de adaptação às necessidades e sugestões do grupo. E, ainda mais, sua atenção e escuta pessoal às Irmãs que pediram seu serviço.

170529 Berceau 1

Agradecemos também à Companhia que, por meio das Visitadoras e Conselheiras de Formação, proporcionaram esta oportunidade para parar, aproveitar o tempo para desfrutar estes dias e poder compartilhar a oração, as celebrações, o tempo e a amizade em tão longa jornada vocacional – 23, 24 E 25 anos de pertença à Companhia.

As palavras que resumiriam o nosso encontro são MUITO OBRIGADA!!!

Views: 612