Service in the periphery with the AIC Luisa de Marillac – Bilbao

[Província de Espanha-Norte] Desde 1994 até recentemente, uma comunidade de Filhas da Caridade desenvolveu sua atividade no bairro de Arangoiti em Bilbao, sua área de influência Bilbao e sob Nervión. Atualmente, uma Irmã trabalha com a AIC LUISA de MARILLAC, presente em mais de 53 países, em 4 continentes, com cerca de 200 mil voluntários e colabora com diferentes organizações: ONU – UNESCO – FAO – OEA, entre outros.

ValoresAs linhas mais importantes que são seguidas na associação são mencionadas.

Participação, trabalho em equipe, comunicação com outros grupos e associações.

Integração, interculturalidade e igualdade de gênero.

Ajudapara pessoas em situação de vulnerabilidade.

Atenção personalizadae adaptação às necessidades específicas de cada pessoa e / ou família.

Em coordenação com os serviços sociais das instituições. A pessoa é o elemento central de atenção das diferentes entidades que participam.

Organização e dados sociais. A AIC LUISA de MARILLAC de Bilbao é membro do fórum de organizações de voluntários pilotado pela BOLUNTA. É composto por conselho de diretores, profissionais: 3 educadores profissionais, graduados em psicologia, sociologia, biologia e Técnica Superior em Integração Social, usuários, voluntários e colaboradores: uma média de 70 voluntários e 60 colaboradores.
 Vários programas são realizados:

O programa CHATILLON,um workshop ocupacional para 16 pessoas com deficiência(diversidade funcional), psíquico e físico. Existe centro de culinária, trabalhos manuais, musicoterapia, férias, viagens de um dia, etc. A atividade deste ano foi impulsionada semanalmente, com o objetivo de obter a participação de pessoas na cidade, conhecendo seu meio ambiente e o tratamento social com os outros.

O programa BANOK BATERAatende mais de 30 criançasno bairrocom várias atividades: apoio escolar, biblioteca, esportes, teatro, colônias, acampamento de verão, etc.

O programa ACÇÃO SOCIAL, cuidados paraidosos, distribuição de refeições diárias em casa, assistência econômica a famílias em situação limitada, distribuição de alimentos e remédios, acompanhamento em procedimentos médicos e consultas, grupos de auto-ajuda.

Habitação e despejos. Grande parte dos recursos ao longo do ano 2017, foram dedicados a ajudar famílias em uma situação delimitee evitar a entrada em despejo. A família é bem-vinda, acompanhada na gestão, presta apoio jurídicoe as possíveis soluções são estudadas, em alguns casos tem sido a enervação da dívida e em outras contribuições econômicas ocasionais, em geral, sob a forma de microcréditos, recuperáveis ​​sem interesses de médio e longo prazo. Trata-se sempre chegar a acordos com os beneficiários, nos quais, além do compromisso de devolucao, adquirem uma responsabilidade social através da realização de um trabalho, o que lhes confere uma viabilidade futura.

Imigração Treinamento para imigrantes, grupos interculturais, etc. Famílias de vários países, Bolívia, Brasil, Peru, Senegal, Marrocos, Sahara, etc. Trabalhamos de forma especial na interculturalidade, promovendo reuniões e apoio às famílias de imigrantes. Aulas de espanhol, com diferentes níveis, e no início uma formação de costura.

Atenção psicológica e técnica. Ao longo do ano, diferentes pessoas foram assistidas com processos judiciais com a colaboração de voluntários profissionais. Por outro lado, algumas pessoas são tratadas regularmente pelo psicólogo do centro.

A participação social É especificada em várias atividades. Seguimos o lema um pouco, com todos. Alguns moradores do bairro de Arangoiti participam do voluntariado em algumas de suas atividades.

Views: 786