Encontro de Irmãs Servantes

enc_hs_1[Província da España Sur] As Irmãs Serventes da Província se encontraram de 8-9 de fevereiro para dois dias intensos de reflexão e oração, orientados pelo Diretor, Pe. José Maria Lopez Aside. Ele apresentou o tema: Caminhar como Filhas da Caridade atentas ao chamado da Igreja. O assunto foi trabalhado em três etapas:

I. Caminhar com Cristo como Filhas da Caridade atentas ao chamado da Igreja.
II. Caminhar com Cristo como Filhas da Caridade atentas ao chamado da Igreja.

III.  Caminhar com Cristo como Filhas da Caridade atentas ao chamado da Igreja.

I.  As Sagradas Escrituras alertam que, se quisermos agir sem Deus, arriscamos escolher o caminho errado ou errar o alvo porque os seus caminhos não são os meus caminhos diz Jesus. Nosso querido Papa Francisco nos falou sobre caminhar em direção ao Reino. Viver nosso Batismo é a melhor forma de viver todos os dias como filhos e filhas de Deus, principal consequência de nossa consagração batismal. O peregrino que caminha para a cidade futura encontra em Cristo “CAMINHO, VERDADE E VIDA” a melhor forma para viver a abertura à Palavra de Deus, aceitando-a com alegria, coerência e perseverança.

II. A segunda parte do tema começou a partir do chamado à santidade dirigido a todos os cristãos. Nós podemos dizer com toda verdade que a vida consagrada, nossa vida de Filhas da Caridade, revitaliza nossa consagração a Deus em nosso Batismo. É um dom de Deus para a sua Igreja, um símbolo para o povo cristão e também um chamado para a criatividade. João Paulo II dirigiu um apelo aos Institutos de Vida Consagrada para imitar a audácia, a criatividade e a santidade de seus Fundadores em suas vidas.

III. A Companhia das Filhas da Caridade, como qualquer grupo cristão, deve estar sempre atenta ao apelo da Igreja, testemunhando, como pessoas consagradas, a tripla dimensão: consagração, comunhão e missão.

Nós sabemos que Cristo é a Luz do mundo e o apelo mais urgente é “tornar Deus presente no mundo” (Bento XVI); esta é mensagem do Papa Francisco em Evangelii Gaudium, 1. Nosso carisma nasceu a partir da experiência do mistério do amor de Deus manifestado em seu Filho. Nós somos convidadas a viver a comunhão eclesial como um dom do Espírito a partir do nosso carisma vicentino. São Luísa nos mostra o caminho: “Lembrar-se-ão que as verdadeiras Filhas da Caridade devem se assemelhar à Santíssima Trindade, não ser mais que um coração e agir somente com um mesmo espírito” (E. 55). O mesmo Espírito nos impulsiona a tornar o Reino presente no mundo que nos pede “primeirear, se envolver, acompanhar, frutificar e festejar” (EG, 24). Neste Reino, a opção pelos pobres é compreendida como uma forma especial de exercitar a Caridade, como tem sido feita ao longo dos séculos na Igreja. A partir da fé, nós podemos viver em contemplação vicentina tornando realidade que “por um olhar de fé veem Cristo nos pobres e os pobres em Cristo” (C. 10b).

Após cada reflexão, aconteceram trabalhos de grupo e ricos momentos de partilha.

Nós também contamos com a alegre presença de nossa Visitadora, Irmã Maria Pilar, que nos deu informações importantes de nossa Província, agradeceu a participação séria e num espírito de oração de nossas comunidades nas Assembleias Domésticas e, depois de um rico diálogo, ela concluiu o encontro. Nós todas ficamos agradecidas por suas palavras e nos sentimos reconfortadas. Voltando para nossas comunidades nós pensamos como poderíamos fazer todas as Irmãs participarem de tudo que nós ouvimos, vimos e vivemos. E por tudo isso, bendito seja Deus!

(Resumo feito por Irmã Maria Carmen Sánchez, FC)

 enc_hs_2  enc_hs_3
Views: 1.665