Obra Social Santa Luísa de Marillac – Lorca

[Província Madrid-Santa Luísa] A Comunidade de Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo de Lorca, atualmente composta por 6 Irmãs, trabalha em um bairro carente da cidade, conhecido como bairro de São Pedro, e sua principal missão é trabalhar pela prevenção, promoção e inserção social. Tudo isso, trabalhando pelo compromisso com a justiça e a defesa dos direitos dos empobrecidos e excluídos da sociedade. Sua missão e apostolado chega até a  Cañada Morales, onde atendem famílias, principalmente de etnia cigana, com o objetivo de contribuir para a inserção socioeducativa e sindicalista das mulheres. Até Lá vai uma Irmã da Comunidade que, com 87 anos, leva seu carro às segundas, quartas e sextas-feiras, para dar aulas de alfabetização e oficina de costura. Além disso, leva-lhes roupas e comida.

“O povo de Lorca se volta para nós e para o trabalho que fazemos”, explica a superiora, Ir. Teresa. Eles até recebem ajuda de outros lugares onde as Irmãs foram anteriormente. A Associação da Medalha Milagrosa promove a devoção a Maria. Elas têm uma capela de madeira que contém uma imagem da Virgem dentro e que visita as casas das pessoas que fazem parte deste grupo. Além disso, elas ensinam catequese na paróquia de Nossa Senhora de Carmen de Lorca. “A catequese é como estender os braços da caridade entre as pessoas”, explicam as irmãs. A Comunidade tem dois projetos sociais:

Alternativa para a Rua (“ALCA”)

Em 1999, o projeto “Alca” começou, incluído no trabalho social de Santa Luísa de Marillac, que continua até hoje. Surgiu depois que as Irmãs perceberam que um grande número de crianças do bairro de São Pedro passava o tempo fora do horário escolar na rua, pois seus pais trabalhavam nos campos e eram deixados sozinhos.

Cem crianças, dos 3 aos 16 anos, vão todas as tardes, das 16h às 19h, à casa das Irmãs. Todas as tardes, após o final do dia letivo, recebem as crianças a fim de não ficarem na rua até que os pais retornem do trabalho. Um acompanhamento fora da escola ajuda-os a superar quaisquer problemas que possam encontrar no dia-a-dia ou no ambiente familiar e social. Com este projeto pretende-se melhorar a qualidade de vida, especialmente da infância e adolescência, promovendo um ambiente socioeducativo com uma evolução geral favorável para menores; permitindo a sua promoção e trabalhando na prevenção de fatores de risco implícitos em seu ambiente. A maioria dos menores que frequentam são imigrantes ou de etnia cigana, com famílias com escassos recursos econômicos.

O Projecto Renascer

O outro Projeto que levam avante chama-se “Renascer” (tambémincluído na Obra social Santa Luísa de Marillac). Está direcionado a mulheres de entre 16 e 22 anos, em situação de vulnerabilidade, exclusão, risco ou conflito. Com este projeto pretendem facilitar um lugar de encontro no qual elas podem se formar e tornar assim possível a transformação de sua realidade.

No período da manhã, elas têm um grupo de cerca de doze meninas para aprender a costurar ou ler, embora também tenham vários cursos de treinamento, como um curso de defesa de sua saúde, título de manuseador de alimentos, um curso de culinária … Tudo isso com o objetivo de promovê-los e tentar avançar. Treinamento, aquisição de habilidades sociais, atualização acadêmica e aprendizagem de um ofício com o objetivo de mudar sua realidade.

 Além disso, eles recebem oficinas de conscientização relacionadas ao consumo sustentável, com as quais podem abordar questões da vida.

Views: 1.179