Ir Justa Domínguez, Filha da Caridade, proclamada “venerável”

[Provincia Madrid San Vicente] No Sábado, dia 14 de Abril de 2018, o Papa Francisco recebeu o Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, para assinar vários decretos do processo de beatificação. Ele, então, tornado público estes decretos, entre os quais era o único que reconhece as virtudes heróicas da Filha da Caridade Irmã Justa Dominguez Vidaurreta e Idoy. Este é o primeiro passo no processo de beatificação.

Ir Justa Dominguez Justa- mais conhecida como Madre justa nasceu em Azpeitia (Guipúzcoa) em 2 de Novembro em 1875 e morreu em Madrid em 18 de Dezembro de 1958. Ela entrou na Companhia das Filhas da Caridade, começando seu postulado ou prova no dia 1 de junho de 1895 no Hospital Civil de Pamplona. Os testemunhos nos dizem que “durante este tempo, chamou a atenção de seus companheiros por sua piedade, disponibilidade, acolhimento e capacidade de entrega e sacrifício com as mulheres doentes.” Como Filha da Caridade, ela tinha uma vida absolutamente marcada por sua dedicação aos mais pobres. Ela também foi perseguida e aprisionada durante a Guerra Civil Espanhola.

Madre Justa foi Visitadora das Filhas da Caridade. Entre suas abundantes virtudes e valores, ela se destacou por sua contribuição ao perdão e à reconciliação. Ela teve um excelente trabalho na reorganização das Filhas da Caridade. E suas iniciativas no campo da caridade, da educação, da projeção missionária e da expansão do carisma vicentino foram muito notáveis.

De agora em diante, este modelo exemplar, autêntica e generosa Filha da Caridade é considerada pela Igreja como “venerável”. Para sua beatificação, um possível milagre atribuído à sua intercessão será estudado.

Views: 1.477