A Providência de Deus age quando nós menos esperamos

Brazzaville_school_1[Província do Congo] Era quarta-feira, às 17h30. Todos os alunos, mesmo os que tinham oficinas, saíram. Ir. Brigitte, a diretora, os quatro voluntários (dois casais), o guarda e eu estávamos na escola. De repente, começou uma chuva torrencial com um vento terrível; em questão de segundos, nós ouvimos um barulho muito forte e pensamos “O telhado foi destruído”. Debaixo da chuva, fomos verificar e, de fato, o telhado do segundo andar, com 8 salas que tínhamos acabado de inaugurar e que haviam sido financiadas pela Embaixada da França, tinha sido levantado e se inclinou para a outra parte do telhado.

Enquanto a chuva continuava caindo como um mar, passamos um bom tempo movendo as mesas, bancos e armários para a parte que ainda estava coberta para protegê-los da chuva e quando voltamos para casa já era noite. Passamos uma noite muito ruim porque sabíamos que não tínhamos os meios para consertar esse desastre.

Brazzaville_school_7  Brazzaville_school_3  Brazzaville_school_4

Na manhã seguinte, depois de termos enviado para casa os meninos que chegaram à escola sem saber de nada sobre o que tinha acontecido, um jovem chegou, enviado pela companhia telefônica AIRTEL. Seus chefes o tinham enviado para Brazzaville para procurar um projeto humanitário, com o qual a empresa poderia se comprometer financeiramente.

Ele não conhecia ninguém porque trabalha na França. Então, ele procurou na internet, onde encontrou a “Escola Especial“. Viu que era um bom projeto e veio para inspecioná-lo. Quando ele chegou, nós explicamos tudo sobre a escola e as nossas necessidades, então, ele contou aos responsáveis ​​da empresa na localidade e eles vieram imediatamente. Dois dias mais tarde, trouxeram-nos um cheque que nos permitiu fazer todo o conserto.

O Senhor estava no comando até o mais ínfimo pormenor. Ele não abandonou os seus favoritos, os pequenos e os pobres. Nós temos certeza de que AIRTEL continuará nos ajudando, pois já sabem de tudo o que precisamos e, pouco a pouco, eles vão fornecer para nós.

Brazzaville_school_2  Brazzaville_school_5  Brazzaville_school_6

Em meio à atual insegurança financeira, este é o milagre contínuo em que vivemos, porque os Amigos da “Escola Especial” não são capazes de encontrar o dinheiro necessário para o funcionamento de uma grande escola, com 1.600 estudantes, todos com uma educação especializada.

Temos 81 professores e monitores; apenas 31 deles são pagos pelo Estado, o resto está nas mãos do Senhor e nas dos doadores. Você, com sua ajuda, participa deste milagre contínuo que é a “Escola Especial”.

Que o Senhor possa ajudá-lo a continuar com a sua ajuda tão necessária aos jovens e crianças que vêm à nossa escola.

Irmã Maria Teresa Castañeda – Missionária espanhola no Congo Brazzaville

Views: 1.595