Junto com os Pobres nós podemos salvar a Terra: artesanato feito pelos Pobres

australia1[Província da Austrália] Meu nome é Irmã Ana Wiwiek. Atualmente, faço parte da Comunidade Interprovincial nas Ilhas Fiji. Eu crio obras de arte usando tecelagem e técnicas de corte de lixo plástico, criando, assim, algo útil que as pessoas podem usar diariamente, tais como bolsas, capas para laptop, estojos, tapetes, bolsas multiusos, etc. Eu não crio somente, mas projeto com um tema específico, dependendo da ocasião (por exemplo, Natal) ou algum tema solicitado por uma determinada pessoa, que gosta da arte e quer fazer uma encomenda. Ocasionalmente, eu escolho temas que expressam minha visão de mundo, poemas, histórias, questões globais e filosofia. Eu me inspiro em outros artistas e trabalhos de designers.

Estou ciente de que esta bela terra deve ser cuidada e preservada. Como seres humanos, cada um de nós tem a responsabilidade de cuidar e manter o mundo natural que Deus criou. Como parte dos seres vivos no planeta Terra, eu tomo muito cuidado para coletar o lixo plástico que foi deixado em nossas ruas.

Nós, muitas vezes, ignoramos muitas coisas que cercam nossas casas, nossos bairros. Vemo-las todos os dias, mas muitas vezes não pensamos em como podemos fazer a diferença. Se nós pararmos só por um momento para pensar, sentir e amar podemos, eventualmente, ajudar os outros a acreditar em algo que é muito positivo e benéfico para todos nós.

Em 2006, visitei a casa da CEO de “The Body Shop” em Jacarta, na Indonésia. Em sua casa, vi um sofá e vários outros artigos de resíduos plásticos. Seu marido se orgulhava muito deste sofá especial por causa do material usado em sua fabricação. Eles acreditam firmemente em qualquer coisa fabricada sem causar dano ao ambiental. Ambos são firmes defensores de reciclagem de plástico em toda a Indonésia e costumam promover exposições para esta causa, na qual estou envolvida como consultora.

Fui enviada para as Ilhas Fiji em dezembro de 2009 e comecei este trabalho de artesanato em março de 2010. Depois de quatro anos, consegui convencer algumas mulheres e crianças das Ilhas Fiji que o lixo plástico pode ser convertido em algo muito útil em nossas vidas diárias. Podemos não somente manter nosso ambiente limpo e preservar a natureza, mas é possível também ganhar uma renda para as mulheres serem capazes de sustentar suas famílias. As mulheres desenvolvem suas habilidades e a motivação para serem mais criativas com o que veem ao seu redor. Elas também aprendem a não desperdiçar.

A primeira coisa a ser feita é esterilizar ou lavar bem o plástico. Ao contrário de corte simples de papel, este trabalho tem uma forma específica de corte e design. Uma vez cortada, existe uma técnica especial para dobrar que tem que ser precisa para facilitar a montagem. Depois de montado, é hora de costurar. É um trabalho muito cheio de detalhes, mas com perseverança e paciência, qualquer um pode criar uma obra de arte a partir do plástico reciclado. Em nossa comunidade local nós coletamos lixo plástico todos os dias, num esforço para contribuir com a economia de nossa terra. “Agir localmente”.

Recebi muitos comentários positivos de pessoas pobres, especialmente de mulheres e crianças aqui, em Fiji. Fico feliz que eles gostem deste trabalho e com a contribuição que podem dar para a beleza e para tornar a nossa terra um lugar melhor para toda a vida. Nós também podemos contribuir para a paz, para uma saúde pública melhor e uma redução da fome, fazendo algo que vai beneficiar a todos.

Paz para os amantes do Planeta Terra.

Irmã Anna Wiwiek, FC

australia2

Views: 2.145