“Vila Velha vai tremer!” – Refrão que acompanhou a JMV do Colégio São José.

jmv1 (Copy)[Província do Rio de Janeiro – Brasil] No final de 2013, ao fazer a programação da JMV para 2014, buscando um momento forte capaz de reavivar e fortalecer o amor de adolescentes e jovens pela Virgem Maria, e despertá-los para uma participação mais ativa na Igreja, a lembrança da mobilização dos jovens e dos frutos produzidos pelo Encontro Internacional da Juventude dos vários ramos da Família Vicentina, em Belo Horizonte, e pela Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, em 2013, levou a Coordenação Provincial da JMV – Rio de Janeiro – Brasil  a inserir na sua programação uma Jornada Mariana Vicentina.

Feita e divulgada a programação, inicialmente pensada apenas para o Regional do Rio de Janeiro, as redes sociais logo fizeram a notícia chegar a Minas Gerais e as adesões começaram. Surgiram, então, questões como “onde e quando a faremos? De que meios dispomos? O que nos falta? Quem vai ajudar-nos?”. Pouco a pouco, elas foram respondidas, mostrando a viabilidade da Jornada, então, a Coordenação passou a organizar o principal: a espiritualidade; a assessoria para explanar temas, acompanhar os grupos de estudos, as oficinas e os momentos de lazer. Grupos de voluntários constituídos por pais de alunos do Colégio São José generosamente  se propuseram a preparar e oferecer as refeições  durante todo o encontro.

De 12-14 de setembro, 150 jovens  do Rio de janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul reuniram-se no Colégio São José, na cidade de Vila Velha, estado do Espírito Santo, Brasil, norteados pelo tema: “Jovens evangelizando jovens”, vivendo, segundo escreveu uma jovem, “três dias de pura graça divina”.  Uma série de palestras, gincanas e oficinas permitiu aprofundar o lema da JMV: “Ser, Amar, Construir”  nos seus diversos aspectos e dimensões, revitalizando a presença da Virgem Maria na vida dos adolescentes e jovens para dispô-los a ser o que disse o  Papa Francisco, na missa de envio da JMJ/2013: “o melhor instrumento para evangelizar um jovem é outro jovem, e é este o caminho a percorrer sem  medo de testemunhar o Evangelho, de viver a fé”.

Devido à grande distância entre os estados brasileiros, as viagens são caras, assim, a preparação para a Jornada realizada por diversos núcleos comportou trabalhos para angariar fundos: bingos, almoços, venda de rifas etc. e mobilizou não apenas  a JMV, mas jovens da SSVP e da AMM e provocou reuniões e mais reuniões via Skype, altas horas da noite, para que tudo desse certo.

Um kit formado por uma camisa, linda bolsa, boton, bloco para escrever, caneta com o logo da jornada, adquirido com o pouco dinheiro em caixa da JMV e a colaboração de todos, foi entregue a cada participante.

Junto a Nossa Senhora, jovens e adolescentes da Juventude Mariana Vicentina dos estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e de Minas Gerais experenciaram, durante a jornada, grande união, partilha, diálogo, reflexão, oração, brincadeiras, jogos; construíram novas amizades; adquiriram maior compreensão do que é pertencer à JMV e fizeram, segundo o slogan que haviam criado, “Vila Velha tremer” com a sua alegria, seu vigor, seus desejos e projetos. E prometeram: em 2015, Petrópolis (cidade escolhida para a próxima jornada) também tremerá!

Ir. Rizomar Bonfim Figueiredo, FC

 jmv  jmv2
Views: 2.458