Testemunho : Missão junto aos haitianos – Belo Horizonte- Minas Gerais – Brasil

[Província de Brasil – Belo Horizonte] Na cidade industrial de Contagem e Betim, pertencentes à Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais – Brasil, chegam semanalmente muitos haitianos. Eles chegam por laços de família ou amizade. Quando um haitiano consegue se estabilizar com casa e emprego, imediatamente economizam dinheiro para enviar aos parentes ou amigos que deixaram no Haiti, a fim de que eles também possam vir ao Brasil. Desta forma muitas comunidades vão se formando.

Quando um Padre Lazarista de uma das Paroquias de Contagem, viu a realidade desses migrantes, entrou em contato com as Filhas da Caridade da Casa Provincial e estas por sua vez entraram em contato com os vicentinos destas localidades. Juntos elaboraram planos de ação para ajudar os haitianos a conquistarem seu espaço no Brasil. O primeiro passo foi conseguir alimentação, moveis e o necessário para iniciarem a vida em outro país. A moradia, a medida que chegavam iam conseguindo por conta própria e uns acolhiam os outros. O segundo passo foi montar classes para o aprendizado da língua. Mas, eles se esbarraram na comunicação, pois os haitianos só entendiam o francês e o crioulo. Desta forma um vicentino, que por esforço próprio aprendeu as línguas, foi instruindo-os com a ajuda de duas Filhas da Caridade da nossa Província, Belo Horizonte. Logo após, ganharam o reforço de mais uma Irmã para ajudá-los com a classe de português.

As aulas acontecem nas segundas-feiras no salão paroquial de Contagem e nas quartas-feiras em Betim na casa de uma senhora que cedeu uma parte de sua casa para que se pudesse organizar uma classe para eles. Essas aulas são práticas e partem da realidade e necessidade deles. Ao final de cada classe são oferecidos lanches e entregues donativos para ajudar no sustento da família.

No momento muitos já conseguem se expressar de forma bem clara com a língua portuguesa e essa conquista trouxe-lhes vantagens no momento da busca de um emprego, nas relações no ambiente de trabalho e convivência com os brasileiros.

Além das classes e ajudas com o básico para sobrevivência, os vicentinos, os voluntários da Paroquia e nós, Filhas da Caridade ajudamo-los nos contatos para empregos, conseguindo setores para que possam trabalhar. Porém, esses empregos nem sempre são conforme a profissão de cada um. Isso se dá pelo fato de chegarem ao Brasil sem nenhuma ferramenta de trabalho na aérea de sua formação, uma vez que precisam deixar o Haiti somente com uma leve bagagem devido aos custos de viagem. É feito também o encaminhamento deles para o Centro ZAMNI (Centro do amigo em crioulo) a fim de regularizarem a documentação necessária à permanência no Brasil. Como muitos são portadores de doenças, também são encaminhados para tratamentos médicos.

A dificuldade cultural, se torna um empecilho para a conquista de um trabalho, sobretudo para as mulheres, pois a maioria dos serviços conseguidos estão relacionados a limpeza e a cozinha. Infelizmente, como as mulheres não estão preparadas para assumir estas funções, elas acabam perdendo o emprego ou a chance de conquistarem outros.

 O desafio agora, é montar um projeto que as capacite para este tipo de trabalho, para que possam trabalhar e ganhar um dinheiro para ajudar no sustento da família. Estamos com o projeto de montar aulas de formação para ensiná-las a bem realizar os serviços domésticos, bem como conseguir comprar as ferramentas necessárias à prática de cabelereira, pois muitas se dizem cabelereiras. No momento estamos na fase de conhecer esse potencial apresentado para ver como é possível procurar ajuda financeira para investir. É preciso ajudá-las a ser protagonistas de sua própria história!

Esta missão é gratificante.  É maravilhoso ver a alegria no olhar de cada haitiano, quando nos reunimos.Pedimos a Deus continuar inspirando e iluminando tantos voluntários que despontam ao longo da missão para que possamos continuar ajudando esses nossos irmãos e irmãs migrantes. Que Ele nos conceda igualmente força e ousadia para jamais desanimarmos diante dos desafios.

Ir Jane Carla Gomes de Souza, Ir Maria Rozária Silva e Ir Shirley Santos Silva
Filhas da Caridade da Província de Belo Horizonte,
engajadas no serviço junto aos migrantes Haitianos

Views: 1.284