loader image

Projecto “Aprender-Trabalhar”

Abril 30, 2022

A Beata Comunidade Rosalie Rendu das Filhas da Caridade de S. Vicente de Paulo, composta por três Irmãs chegou à Papua Nova Guiné (PNG) em Janeiro de 2019, a pedido do Bispo Rolando C. Santos, CM, DD para colaborar com a Diocese na sua missão de evangelização através do Ministério da Educação (Escolas da Agência Católica), particularmente a Escola Secundária Sagrado Coração, a Hagita e o Centro Pastoral de S. Paulo.

Programa de alimentação de crianças

Dois anos de serviço em ambas as instituições, as Irmãs também estabeleceram relações com famílias que vivem em más condições nas aldeias vizinhas. A Comunidade das FC experimentou a generosidade destas famílias, pois costumavam trazer produtos de jardim em troca de arroz e peixe. Nas festas da Comunidade, as Irmãs ofereciam alimentação suplementar para crianças.

No entanto, observou-se que durante as estações chuvosas, os membros da família não podem cultivar a terra e, para terem algo em cima da mesa, recorrem ao pedido de alimentos, especialmente arroz. Isto tornou-se um padrão que foi exacerbado durante o encerramento da COVID 19.

Visita a Domicílio 

Como alternativa ao sistema de repartição de ajuda aos necessitados, a Comunidade decidiu utilizar um método mais sustentável: APRENDER-TRABALHAR. O fornecimento semanal de alimentos é fornecido como incentivo para as pessoas, especialmente as mães, se reunirem para estudar, aprender algumas competências e fazer algum trabalho em comum.  A finalidade para este desenvolvimento é a evangelização integral. O Projeto começou com 25 famílias que vivem na pobreza, tendo cinco filhos e que são agricultores subsistentes. As atividades incluem formação espiritual, formação humana, educação na fé, e serviço (formação para uma paternidade responsável, cuidado da nossa casa Comum, campanha contra a violência doméstica e política de proteção infantil).

Mães a fazer trabalho comum

Em 2022, o terceiro ano de implementação e colhendo os frutos visíveis do Projeto, a Comunidade de Irmãs está grata a Deus por esta oportunidade de ouro de O servir nas nossas irmãs e irmãos em PNG. A gratidão também vai para agências estrangeiras como o Projeto de serviço Internacional (IPS) do Projeto Filhas da Caridade e BVM Hunger Fund Project das Irmãs da Caridade da Santíssima Virgem Maria.

Os beneficiários dizem que o APRENDER-TRABALHAR ajudou as suas famílias de muitas maneiras, pois aprenderam mais sobre a fé católica e o significado daquilo em que acreditam e por isso são encorajados a testemunhar esta fé. Uma mãe está agora a oferecer frutos como papaia madura, banana às Irmãs sempre que vai vender frutos no mercado em gratidão pelas muitas bênçãos recebidas pela sua família. Vangie, uma beneficiária, expressou a sua gratidão através destas palavras: “Obrigada por este trabalho de aprendizagem onde continuamos a crescer nos aspetos espirituais, económicos e sociais das nossas vidas; recebemos bens materiais, rezámos em conjunto, e relacionámo-nos bem com outros nas poucas horas de serviços que prestamos. Tornei-me mais grata a Deus pelas Suas bênçãos na vida. Deus abençoa-nos a todos”.

Ir. Roberta SIMBAJON, FC

Encontro da Páscoa