loader image

Prisioneiros de liberdade

Vinde, benditos de meu Pai, recebei a herança do Reino que vos está preparada desde a criação do mundo. Porque… eu estava na prisão e tu vieste ver-me….

(Mt 25, 34-36)

Uma nova oportunidade

São Vicente de Paulo foi Capelão Geral das Galés em Paris, onde conseguiu impedir muitos abusos dos escravos das galés. As pessoas privadas de liberdade eram tratadas como animais, sem qualquer apoio espiritual e físico ou contacto com as suas famílias.

Logo que pôde, enviou as Filhas da Caridade para os servir: levaram-lhes comida, curaram-lhes as feridas e ofereceram-lhes algum conforto espiritual que os pudesse conduzir a Deus. Este projecto foi muito ousado e perigoso para aquela época da história, mas também foi muito bem sucedido.

Fiéis às suas origens, as Filhas da Caridade continuam a missão de visitar as pessoas privadas de liberdade e de as ajudar a mudar de vida. Tal como Jesus, acreditamos que todos merecem uma nova oportunidade, pelo que oferecemos não só orientação espiritual mas também reintegração na sociedade.

Para o conseguir, algumas Irmãs e comunidades servem-nas:

  • Cozinhas das prisões
  • Enfermarias prisionais
  • Classes para pessoas privadas de liberdade
  • Centros de acolhimento
  • Visitas a reclusos
  • Manter o contacto com as famílias dos detidos

Em termos concretos

Hoje servimos

Crianças

Sem-abrigo

O papel da mulher

Doente

Pastoral

Cidadãos idosos

Migrantes e refugiados

Prisioneiros de liberdade

Pessoas com deficiência

Pessoas com alguma dependência

Educação e juventude